GuiaInvest
taxa de corretagem

Taxa de corretagem: o que é e como funciona? Aprenda já!

Quer investir mas não entende como funciona a taxa de corretagem? Então leia nosso artigo e aprenda sobre essa importante taxa e como economizar com ela!

Para investir o seu dinheiro e desfrutar o máximo dos lucros obtidos, ficar atento aos custos das transações é imprescindível. Por isso, uma das taxas mais importantes a se observar é a taxa de corretagem.

Hoje, falaremos tudo que você precisa saber sobre os custos das corretoras de valores e como funcionam suas taxas.

Acompanhe a leitura!

O que são as corretoras de valores?

Para poder comprar e vender ações e fazer qualquer outro tipo de investimento da melhor forma, primeiro você precisa de uma corretora de valores.

De uma maneira muito simples para entender, as corretoras são empresas que intermedeiam a compra e venda dos ativos financeiros.

Ou seja, você compra as suas ações, por exemplo, por intermédio delas. Quando quiser vender, também será através da corretora.

Portanto, para poder investir, é necessário que você escolha uma corretora de valores.

Temos um artigo especial, que vai te ajudar a escolher a Melhor Corretora para Investir. Também temos um onde ensinamos a criar uma conta na corretora. Confira!

Esse é um procedimento muito simples e necessário. No entanto, é importante que você saiba o que as corretoras pedem em troca desse serviço. Ou seja, os custos.

Afinal, elas também têm que ganhar, não é mesmo?

Sendo assim, existem alguns custos importantes para você ficar atento, e entre eles, a taxa de corretagem. Então vamos entender um pouco mais sobre ela.

Taxa de corretagem. O que é?

Aprenda tudo sobre taxa de corretagem

Imagine que você esteja procurando um imóvel para comprar.

Você tem o dinheiro em mãos, mas não tem tempo disponível para procurar a melhor oferta e nem entendimento de mercado para poder lidar com os donos de imóveis que lhe interessam.

O que você pode fazer, nesse caso? Procurar uma imobiliária e acionar os serviços de um corretor de imóveis, certo?

Sendo assim, será ele que irá intermediar a transação de compra da casa que você irá adquirir. Em troca disso, você paga a ele um valor que é relativo à sua comissão.

É assim que geralmente funcionam as taxas de corretagem.

Você abre sua conta em uma corretora de valores, faz a compra através da home broker e a empresa cobra uma porcentagem por essa transação.

Essa é a taxa de corretagem.

Tipos de corretagem

Essa é a parte onde a corretagem das home brokers se diferencia de uma imobiliária. Veja bem: na imobiliária, você irá deduzir um valor fixo sobre o custo no negócio.

Já na corretora, esse valor pode ser cobrado ou de forma fixa, ou como um percentual sobre o volume das operações.

Entenda melhor como funciona cada uma das taxas.

Corretagem fixa

Essa é a taxa de corretagem mais comum que vemos entre as corretoras brasileiras. Onde o valor de cobrança é fixo sobre as operações.

Portanto, independentemente de qual será o montante aplicado na operação, o valor de corretagem é o mesmo.

Não importa se você realizar uma operação de R$ 1.000 ou R$ 100.000, o custo da corretagem será X em ambas.

Corretagem variável

Já neste cenário, o valor da corretagem pode mudar.

Neste caso um percentual é cobrado sobre cada operação em separado, levando em consideração o volume da mesma.

Usando o mesmo exemplo dado acima, a operação de R$ 1.000 terá uma taxa de corretagem bastante diferente da operação de R$ 100.000.

O valor desse percentual é sugerido a partir de uma tabela disponibilizada pela Bolsa de Valores. Normalmente, esse valor gira em torno de 0,5%.

Corretagem gratuita

Claro que, se tratando de uma empresa de confiança, quanto mais barato for o custo, melhor.

Neste sentido é válido lembrar que hoje em dia, algumas corretoras já estão com taxas totalmente gratuitas para alguns investimentos, ou para todos como é o caso da Clear.

Dessa forma, a empresa recebe sua comissão de outras formas.

Qual tipo de corretagem é mais vantajoso?

Isso depende de você.

A vantagem da corretagem fixa, é que você tem total noção de quanto irá desembolsar para a corretora, a fim de pagar sua taxa. A desvantagem é que o valor pode se tornar oneroso demais, dependendo do valor da operação.

Já a vantagem da corretagem variável, é justamente a variação de valor, de acordo com a aplicação. Sua desvantagem é a óbvia, de que o custo pode se tornar muito alto.

No entanto, se você deseja aproveitar o potencial máximo do seu dinheiro, opte sempre pela opção mais barata desde que seja de confiança.

Nunca esqueça: ao escolher a sua corretora de valores, verifique quais são as taxas de corretagem cobradas antes mesmo de abrir a sua conta.

Todas as corretoras cobram o mesmo valor?

Não. Por isso, é importante que você analise suas opções, a fim de determinar qual mais te agrada. Além disso, os valores podem ser diferenciados de acordo com o tipo de operação que realizará.

Por exemplo, há corretoras que cobram uma taxa X para ações mas não cobram para fundos imobiliários, outras cobram taxa 0 em todos investimentos.

Uma pesquisa é sempre a melhor coisa a fazer quando não temos certeza de onde escolher.

Tomei a minha decisão!

Ótimo! Se você já entendeu como funciona uma das principais taxas na hora de investir, o que está esperando para aprofundar seus conhecimentos e começar a lucrar neste mercado valioso?

Se ainda tiver alguma dúvida sobre como deve prosseguir, assista a nossa mais recente palestra online!

Nela o André ensina os 7 sinais que apontam a melhor oportunidade dos últimos 10 anos para VOCÊ FICAR RICO investindo em ações e a única coisa que você precisa fazer AGORA para não perder esta oportunidade.

Confira os horários disponíveis.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]