GuiaInvest

Será o fim da CIELO?

Que os últimos meses não tem sido fácil para a Cielo, não há como negar.

Até parece que após sair uma notícia negativa para a empresa, já ficamos esperando quando chegará a próxima informação ruim que afetará ela, seja de sua parte ou por parte de seus concorrentes (Rede, GetNet, PagSeguro, Stone e Vero).

A novidade da vez saiu na última sexta-feira (24).

A descontinuidade do Guidance (orientações divulgadas pela própria empresa) anunciado em janeiro
E estabelecimento da política de distribuição de dividendos para os demais trimestres de 2019

Antes as projeções de lucro estavam entre 2,3 bilhões de reais e 2,6 bilhões de reais.

Tais projeções foram cortadas e a distribuição de dividendos caiu para 30 por cento.

A Cielo, que pagou 70 por cento do lucro no primeiro trimestre deste ano e em 2018 pagou mais de 100 por cento, agora estabeleceu a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio, que são os proventos, para o segundo, terceiro e quarto trimestres de 2019 em 30 por cento do lucro líquido a ser apurado nos respectivos períodos.

Vamos ver o lado bom da informação.

Agora você deve estar se perguntando:

Mas, como esse tal de Guidance pode ser bom se as projeções são ruins?

Dentre os diversos fatores positivos vou citar apenas dois:

1- Transparência nas informações: A empresa consegue passar as informações que deseja que o mercado saiba.

e

2- Aumento do interesse pela empresa: Por ser diretamente divulgado pela empresa, ela consegue alinhar com o mercado financeiro o que de fato espera.

Essas decisões refletem o atual cenário cada vez mais competitivo no qual a Cielo está inserida. Tal situação tem tornado cada vez mais acirrada a disputa entre todas as empresas do setor.

Não é a toa que a cotação da empresa está refletindo isso. Nos últimos 12 meses a empresa está caindo mais de 50 por cento enquanto o Ibovespa está subindo mais de 16 por cento, considerando as cotações de sexta após o fechamento do mercado.

O preço das ações estão rondando a sua mínima das últimas 52 semanas, e parece que vai ficar por um bom tempo assim.

O lucro líquido da empresa vem caindo rapidamente. Parece que subiu de escada e está descendo de elevador.

No curto prazo a empresa está sendo afeta. E no longo prazo, como será?

A Cielo deseja aumentar investimentos em tecnologia e desenvolver novos produtos e serviços, além de cogitar fazer aquisições.

Se você acredita que a empresa continuará sendo boa e vai conseguir se reinventar, então já sabe o que fazer.

Se você acredita que a empresa não irá sair dessa situação, então também já sabe o que fazer.

Que tal estar preparado para situações como essa e aprender mais sobre dividendos?

Abs

Adriano Severo

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]