GuiaInvest

Quando o simples resolve, fuja do complexo

Vale a pena simplificar para ganhar mais dinheiro

Caro leitor,

Existe uma frase consagrada que se atribui a autoria a Leonardo da Vinci:

“A simplicidade é o último grau de sofisticação”.

Seja dele, de Clarice Lispector ou de Gandhi, a frase é válida pela mensagem.

No mundo dos investimentos o que funciona é o simples.

O problema é que é extremamente difícil fazer sempre o simples.

Por uma questão de vaidade, gurus, analistas, blogueiros e youtubers da área de finanças estão cada vez inventado métodos mais complicados: robôs, forex, criptomoedas, opções, mercados futuros, gráficos ou fazendo lives de madrugada.

Fica a pergunta: será que eles ganham dinheiro com isso?

Desafio alguém a ter um retorno consistente, de anos ou décadas, se valendo desses métodos mirabolantes.

Não tenho nada contra alocar uma fração pequena do portfólio nessas modalidades.

Inclusive acho saudável uma exposição de 1 por cento ou 2 por cento nesses ativos mais arriscados em que você tem pouquíssimo a perder e bastante a ganhar.

Mas jamais aconselharia que alguém monte um portfólio inteiro somente com esse tipo de investimento. Até porque não tenho notícias de alguém que realmente tenha feito dinheiro assim.

Repito: é muito difícil manter as coisas simples.

Economizar um pouco todos os meses. Comprar ações de boas empresas todos os meses. Diversificar a carteira. Reinvestir os dividendos. Equilibrar com renda fixa.

Esses 5 passos são suficientes. O mais complicado é evitar fazer mais coisas.

Mas você consegue enxergar um analista fazendo só isso, sem querer dar uma de bonitão e dizer que vai fazer uma operação estruturada com opções?

Ou então um iniciante dizendo que tem uma carteira de longo prazo mas “vai dar uma arriscadinha” nas ações da Oi (OIBR3)?

È muito difícil você querer fazer apenas o simples depois que o simples já está dando resultado.

É da natureza humana querer mais, ficar ganancioso e se expor a mais risco achando que “já entendeu como funciona o mercado”.

A grande maioria dos gurus e supostos especialistas vai negar isso. Eles vão dizer que só isso não basta.

Vão dizer que estou falando bobagem.

Tudo bem.

Eu falo um pouco de bobagem mesmo, mas eles falam mais.

Talvez a simplicidade seja tosca mesmo, não tenha graça nenhuma, elegância nenhuma.

Mas é isso que está colocando dinheiro no bolso dos assinantes do GuiaInvest.

Eles não parecem tristes com isso.

Nesse vídeo, o André mostra como esse método tosco dá mais dinheiro do que qualquer outro.

Veja com os seus próprios olhos. Qualquer dúvida, me pergunte.

Investir não é para ter graça mesmo.

Tem é que dar retorno.

Fique livre para seguir ou não esse método simples.

Daqui a 10, 20 ou 30 anos, nós podemos comparar quem vendeu mais laranja na feira.

Um abraço e até semana que vem.

Martin Kirsten

Economista do GI. Mestre e Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Investidor desde 2013, já trabalhou no mercado financeiro e assina a newsletter Recado do Economista aqui no GI. É um amante de café e de uma boa culinária.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]