GuiaInvest

Qual o melhor investimento para este ano?

Está em dúvida de qual o melhor investimento nesse novo cenário brasileiro? Veja a comparação entre os diversos tipos de investimentos e saiba onde investir em 2019.

Qual o melhor investimento para 2019? Passado o carnaval, o ano está só no começo, mas já vem sendo marcado por sucessivos recordes na bolsa brasileira e pela manutenção da taxa de juros baixa.

Essas mudanças na economia e no mercado externo ditam os melhores investimentos para se alcançar a independência financeira.

Nesse novo cenário, os investidores que estão acostumados a ficar apenas em opções de renda fixa e de curto prazo, terão que achar alternativas se quiserem ganhar dinheiro em 2019.

A expectativa é de que a taxa de juros continue baixa. Dessa forma, as aplicações de renda fixa tendem a perder rendimento. Isso acontece, uma vez que a renda fixa costuma acompanhar a SELIC e o CDI.

Sendo assim, os especialistas veem este, o melhor momento para investir em ações.

Claro que os melhores investimentos variam de acordo com o perfil do investidor. Assim, para quem é mais conservador, apesar da taxa de juros baixa, ainda há produtos na renda fixa que são uma opção (veremos mais adiante).

Agora, para quem quer diversificar seus investimentos, este é o momento para investir em renda variável.

Fuja: Poupança

Tão importante quanto saber quais os melhores investimentos, é saber aqueles que você deve evitar.

Apesar de ser a queridinha dos brasileiros, a poupança há muito tempo deixou de ser uma boa opção de investimento.

Com a queda dos juros básicos da economia e a manutenção da taxa Selic na sua mínima histórica de 6,5% ao ano, a caderneta de poupança passou a render ainda menos.

A rentabilidade da poupança depende da Selic. Sendo assim, dependendo do momento econômico do país, sua rentabilidade pode até ser menor que a inflação!

Com a taxa Selic atual, a remuneração da poupança está em torno de 4,55% ao ano, mais Taxa Referencial (TR).

Para você entender, quando a Selic está abaixo ou igual a 8,5% ao ano, correção anual das cadernetas fica limitada a 70% da Selic mais a TR.

Quando a Selic for superior a 8,5% ao ano, a rentabilidade da poupança é fixa: 0,5% ao mês mais a TR.

Ou seja, a poupança nem deve ser considerada uma opção para você investir em 2019.

Fique atento: Tesouro Direto

Com o baixo desempenho da poupança, o Tesouro Direto vem caindo no gosto dos investidores mais conservadores.

Considerado um investimento de renda fixa, ao investir no Tesouro Direto, você está emprestando seu dinheiro para o Governo e recebendo juros em troca.

O Tesouro Direto oferece diversos tipos de títulos, seja de curto ou longo prazo, títulos pós e prefixados. Assim, você tem a opção de escolher aqueles voltados para a situação atual da economia.

E é por isso que se deve ficar atento ao Tesouro Direto. Existem títulos que se caracterizam como melhores ou piores de acordo com a baixa ou alta taxa de juros, por exemplo.

O chamado Tesouro Selic, antigo LFT, é um título pós-fixado atrelado à taxa de juros básica da economia, a Selic.

Dessa forma, o Tesouro Selic se torna o melhor investimento quando a taxa de juros está alta.

Atualmente, com a Selic baixa e sem perspectivas de aumentar, o Tesouro Selic não é um considerado um bom investimento.

Porém, ainda existem boas opções de renda fixa. O segredo é sair dos produtos atrelados ao CDI, que acompanha a taxa de juros Selic e investir em produtos prefixados.

Devido à manutenção da taxa Selic em patamares baixos, os títulos do Tesouro Prefixado, hoje, são as melhores opções de investimentos de títulos do Tesouro Nacional.

Invista: Ações

Com os investimentos de renda fixa perdendo atratividade, as ações começam a ganhar espaço na preferência de muitos investidores.

São diversos os fatores que apontam este ano como o melhor momento de se investir em ações no Brasil.

O desempenho da Bolsa de Valores brasileira está batendo sucessivos recordes e ainda há um bom potencial para as ações brasileiras se valorizarem ainda mais.

A reforma da Previdência, os juros baixos, a agenda de privatizações e os investimentos estrangeiros prometem abrir o mercado e elevar ainda mais a Bolsa.

Se você for ver, historicamente, as ações, principalmente em longo prazo, possuem um rendimento muito melhor do que os investimentos de Renda Fixa.

Não fique de fora do novo milagre brasileiro e faça parte da nova geração de milionários com o melhor investimento para esse ano: as ações.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]