GuiaInvest

Porque vendi ABEV3 (AmBev)

Caro leitor,

Recentemente comentei que havia vendido as minhas ações da AmBev (ABEV3) e muita gente veio perguntar o porquê.

Hoje vou explicar. Antes de qualquer coisa quero deixar claro: eu não estou recomendando compra ou venda de nenhum ativo, estou apenas justificando algo que eu fiz.

Ainda em 2018, após reportar os resultados do 3º Trimestre de 2018, a AmBev decepcionou o mercado e sua cotação chegar a R$ 14,70.

Negociando a um Preço/Lucro de 21x, resolvi comprar (coloquei menos de 5% do meu capital), mesmo se tratando de um P/L alto. A AmBev é uma empresa com um ótimo repertório de lucros nos últimos 15 anos, uma empresa acima de qualquer suspeita.

Ocorre é que nos últimos anos, com a queda no consumo das famílias, as margens de lucro da empresa se espremeram.

Paralelamente a isso, o mercado de cervejas artesanais cresceu no Brasil, mesmo durante a crise. A Heineken também vem com uma forte concorrente para empresa no segmento de cervejas de ticket mais baixo.

Isso não fez da AmBev uma empresa pior, mas com mais desafios pela frente e negociando ainda a múltiplos elevados, resolvi ficar de fora quando a empresa bateu os R$ 18,00.

AmBev é uma boa, mas não é uma ação barata. Tive a sorte de ter lucro. mas foi sorte.

Compre o que é bom e barato. É mais seguro e carrega maior potencial de valorização.

Saiba como encontrar ações boas e baratas.

Um abraço e bons investimentos.

 

 

Martin faz parte da equipe do GuiaInvest desde início de 2017. É Mestre e Bacharel em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

DISCLAIMER: As informações colocadas nessa editoria são produzidas de forma independente e não possuem qualquer influência de empresa ou instituição que venha a ser mencionada. As informações aqui contidas refletem a opinião do autor e não de todos os membros do GuiaInvest. Apesar de ter sido tomado todo o cuidado necessário de modo a assegurar a credibilidade das informações no momento em que as mesmas foram colhidas, suas precisão e exatidão não são de qualquer forma garantidas e o GuiaInvest não se responsabiliza pelas mesmas. Os preços, as opiniões e as projeções contidas nos nossos conteúdos estão sujeitos à mudanças a qualquer momento, sem necessidade de aviso ou comunicado prévio. Nenhum relato desse texto pode ser interpretado como sugestão de compra ou de venda de quaisquer ativos, tratam-se apenas de opiniões. Não podemos garantir nenhum retorno financeiro sobre qualquer operação feita através das informações que fornecemos, sejam elas pagas ou gratuitas. Negociações de ativos no mercado financeiro envolvem riscos e rentabilidade passada não garante rentabilidade futura.

Martin Kirsten

Economista do GI. Mestre e Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Investidor desde 2013, já trabalhou no mercado financeiro e assina a newsletter Recado do Economista aqui no GI. É um amante de café e de uma boa culinária.