GuiaInvest

Os temperos que salvam (ou estragam) a receita

Caro leitor,

 

Esses dias eu estava assistindo um programa de culinária e me chamou a atenção a importância que o renomado chef dava para a escolha dos ingredientes.

Ele foi na feira, escolheu cada um dos insumos, tocou, cheirou, conversou com o vendedor, perguntou de onde veio, quem produziu, fez questão de mostrar inclusive o por que estava escolhendo cada item.

Tudo isso parecia tão importante quanto o preparo em si.

E eu, ansioso, só queria ver o cara na frente da panela.

Eu deixaria passar metade do aprendizado que o chef quis me dar.

E daí?!

E daí que se você quiser montar um portfólio de fundos, lembre-se deste chef.

Depois lembre de mim, ansioso.

Agora me ouça: quem estava certo era ele. Não eu.

Montar o portfólio é fazer a receita. Cozinhar. Colocar os ingredientes na hora certa, da forma certa, deixar o tempo certo até que fique no ponto ideal.

Traduzindo para os seus investimentos, é o quanto de cada fundo que vai compor a sua carteira.

Uma boa base de fundos de renda fixa, cobertos com fundo multimercados e finalizados com um pouquinho de fundos de ações. No final, um chá digestivo sabor fundo cambial.

Uma bela receita…

Mas e os ingredientes? Você saberia me dizer quais deles fariam parte da sua refeição?

O chef nos ensinou que devemos conhecê-los bem e escolhê-los com cuidado.

Hoje vou fazer o papel do chef de te apresentar os ingredientes para uma boa receita.

Os fundos podem ser de renda fixa, de ações, multimercados ou cambiais. Dentro de cada uma destas categorias, existem várias subdivisões.

 

Fundos de Renda Fixa

Fundos de renda fixa são basicamente fundos que emprestam dinheiro para o governo ou empresas ao comprar seus títulos. Os fundos que compram títulos do governo são mais seguros, pois a chance de levar calote é mínima se comparado às empresas.

Os fundos de renda fixa podem ser pós fixados, prefixados ou atrelados à inflação.

Saber disso é importante. Sabe por que?

Pois tudo o que te disseram até hoje sobre fundos de renda fixa descreve somente os fundos de títulos pós fixados.

Aqueles fundos onde a cota só sobe, um pouquinho todo dia. Sem sobressaltos.

Os atrelados à inflação e os pré-fixados são mais voláteis, mesmo se tratando de renda fixa.

Podem ter rentabilidade negativa no curto prazo.

E isso provavelmente ninguém te contou.

No gráfico abaixo, a linha verde representa os fundos de renda fixa que compram títulos pós-fixados, a linha azul os prefixados e a vermelha os atrelados à inflação.

Voltando ao mundo da culinária, imagine fazer a base da sua receita na linha vermelha ao invés da verde, que é o que o gerente do banco sempre recomenda.

 

Fundos de Ações

Esse é o ingrediente que está lá para fazer toda a diferença na sua receita.

Exatamente por isso, não dá para errar a mão nele.

Todos os fundos de ações têm algo em comum. São obrigados a ficar possuir no mínimo em 67 por cento do seu patrimônio em ações.

A partir daí, eles começam a se diferenciar.

Uns vão comprar ações de boas pagadoras de dividendos.

Outros vão comprar ações de empresas menores, com mais potencial de ganho e mais risco.

Tem os que buscam ações de empresas preocupadas com sustentabilidade e governança corporativa.

E por aí vai.

Suas diferentes estratégias vão fazer diferença no seu paladar. Alguns gostos podem ser apimentados demais para você.

Outros fundos você pode achar até que estão sem sal.

 

Fundos Multimercado

Os fundos multimercado são um universo enorme de sabores, texturas e sensações.

Vão do gosto mais suave e bem recebido por todos até os mais exóticos sabores que você nem sabia que existia até experimentar.

Isso por que eles têm liberdade para investir seu dinheiro em qualquer ativo que julguem ser o melhor no momento.

Eles podem comprar ações, títulos de renda fixa do governo ou de empresas, derivativos de todos os tipos, moedas entre outras alternativas no Brasil e no exterior.

As combinações possíveis são infinitas.

 

Fundos Cambiais

Esses vão obrigatoriamente seguir o comportamento de uma ou mais moedas específicas que vão estar certamente no nome do fundo.

Pode ser muita informação, mas não se preocupe…

Meu compromisso é ajudar você a ganhar dinheiro.

Na próxima semana vamos tratar somente dos fundos de renda fixa. Trataremos dos outras nas semanas seguintes.

Afinal, você precisa conhecer bem cada fundo que vai para sua carteira.

Conhecer os ingredientes é uma coisa, fazer a receita é outra. São coisas diferentes e igualmente importantes.

Se escolher mal os ingredientes, não há chef que salve a receita.

Se há algo sobre o que você quer que eu escreva, me avise.

Conte comigo nesta jornada!

Marcelo Fayh

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]