GuiaInvest
o que são fundos imobiliários

O que são Fundos Imobiliários (FIIs)?

Já ouviu falar em Fundos Imobiliários?

Neste artigo irei falar sobre algo fantástico: como lucrar recebendo aluguéis, quando não se possui imóveis?

Quando você pensa em investir em um imóvel com o objetivo de lucrar com ele através do aluguel, você precisa juntar muito dinheiro para fazer a compra, certo? Pelo menos para pagar uma boa entrada, e ainda assim provavelmente deverá assumir uma dívida de alguns anos a juros altos.

Pois com os Fundos Imobiliários você consegue alcançar o mesmo objetivo (lucrar com aluguéis), sem este grande esforço inicial. Sem se preocupar com decoração, com pagamento ou reuniões de condomínio, com inquilinos indesejados, com zelador.

Sem pagar IPTU e ITBI. Sem custos de escritura, registro de imóveis e manutenção do imóvel. Sem precisar falar com imobiliárias e corretores, nem pagar imposto de renda sobre os aluguéis recebidos.

E você pode começar com apenas 50 reais.

Bom, são inúmeras as vantagens que você tem através deste investimento (irei elencar as melhores a seguir). Acompanhe as próximas linhas para entender melhor sobre os Fundos Imobiliários!

O que são Fundos Imobiliários?

fundos imobiliários

Para explicar o que são os Fundos Imobiliários irei primeiro fazer uma reflexão…

Você já parou pra pensar quem são os donos dos grandes shoppings do Rio de Janeiro, dos grandes hospitais, dos enormes prédios comerciais de São Paulo, dos galpões industriais que existem nas principais metrópoles?

Se uma pessoa fosse comprar um desses empreendimentos, precisaria de muito, mas muito dinheiro. Você concorda? Por este motivo que normalmente estes negócios são vendidos a investidores que se unem para comprar o prédio em conjunto.

Assim sendo, Fundos Imobiliários são como um conjunto de investidores, que se juntam para conseguir comprar um importante imóvel como esses que eu acabei de exemplificar, nas principais cidades do país.

Talvez você nunca tenha pensado em ser dono dos mais incríveis empreendimentos comerciais de São Paulo, por exemplo. Mas provavelmente já passou pela sua cabeça o lucro que eles oferecem aos seus sócios. Ou, se não passou, convido você a refletir sobre isto agora.

O melhor dos Fundos Imobiliários é que eles permitem que pessoas como você, como eu, sejam sócias de empreendimentos de tamanho valor. E recebam seus lucros, na forma de aluguéis, exatamente como dono daquele negócio.

Parece atrativo pra você?

Resumidamente, os grandes empreendimentos possuem muitos donos e você pode se tornar um deles ao comprar uma cota de um desses Fundos Imobiliários.

Como funcionam os Fundos Imobiliários

Esses fundos são geridos por instituições financeiras e regulados pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários), como forma de garantia de que todas as informações sejam transparentes e seguras.

Os Fundos Imobiliários também são negociados pela Bolsa de Valores, e podem ser comprados através do seu celular ou do seu computador em poucos minutos, sem dor de cabeça, e sem stress, pela Home Broker da sua corretora.

Se você já é um investidor, então você já possui conta em corretora e é familiarizado com a sua Home Broker. Os seus FIIs serão comprados por ali, pelo mesmo lugar que você está acostumado a comprar suas ações.

Se você não é investidor ainda, não se preocupe. Hoje em dia as corretoras têm uma interface muito simples e clara, e são excelentes em usabilidade mesmo se você for completamente leigo.

Se este for o seu caso, neste artigo aqui eu ensino como abrir uma conta na corretora que, na minha opinião, é a mais atraente no mercado hoje em dia. É a mesma que utilizo, e que a maioria do pessoal aqui do GuiaInvest utiliza.

Quanto você precisa para começar a investir em FIIs

fundos imobiliários

Investir em Fundos Imobiliários é muito simples, assim como é, relativamente, barato.

Dependendo do Fundo que você escolher, pode começar até com 50 reais. Ou menos! Existem Fundos Imobiliários que uma cota custa R$2,00, outros que custam 10, outros mais de 100 ou até milhares de reais uma única cota.

Tem opção para todos os gostos e bolsos. Basta uma única análise que, dependendo das ferramentas que você tiver, pode ser extremamente rápido e eficiente, para escolher o empreendimento que você gostaria de ser sócio.

Outro custo que você pode ter é com as taxas da corretora. Porém, já existem várias que não cobram para manter seus fundos. O único custo que você terá é a taxa de corretagem, que ocorre quando você comprar ou vender suas cotas.

Aqui no GuiaInvest, nós temos uma masterclass incrível e gratuita sobre Fundos Imobiliários na prática, que você pode se inscrever clicando aqui.

Rentabilidade dos Fundos Imobiliários

Vou ser bem direta: um fundo rende praticamente o que um imóvel físico comum rende, ou seja, mais ou menos 0,5% ao mês. Mas bons fundos conseguem render de 0,75 a 1% ao mês. 

Pense no que o seu apartamento se valoriza com o tempo… Com os Fundos Imobiliários é a mesma coisa!

Se há crise no mercado imobiliário, ocorrendo queda no preço dos imóveis, com os Fundos Imobiliários acontecerá o mesmo. Dessa forma, surge uma grande oportunidade de compra, pois os imóveis, ou as cotas dos fundos, estarão mais baratos.

Por estes motivos torna-se tão simples observar a rentabilidade deste tipo de investimento, o que lhe traz mais segurança.

RANKING: Confira o Ranking dos Top 10 Fundos Imobiliários Pagadores de Aluguéis

Riscos dos FIIs

Quais os riscos de se comprar Fundos Imobiliários?

Você compra os fundos na Bolsa de Valores como se fossem uma ação, portanto, o preço deles também oscila, mas nem perto da volatilidade das ações. Ou seja, é uma excelente opção para quem quer gerar renda sem ter muito risco.

Na vida real, você pode não ver, mas o preço do seu imóvel físico também oscila, como vimos anteriormente neste artigo.

Quem decidiu vender seu imóvel durante a crise, por exemplo, teve que vender por um preço menor para conseguir comprador. Provavelmente você conhece alguém que vendeu seu apartamento abaixo do preço porque tinha pressa.

Pois então, com os fundos segue o mesmo princípio.

Aliás, a crise é um dos melhores momentos pra comprar Fundos Imobiliários, porque como muitos imóveis ficam vagos, quando você comprar provavelmente irá pagar um preço bem menor.

Agora, quando a economia retoma e esses imóveis voltam a ser ocupados, o lucro acaba sendo muito maior.

Outro fator importante a se ter conhecimento é que a rentabilidade dos Fundos Imobiliários tende a ser menor quando a Taxa Selic esta em alta, e maior com a Selic em queda, como pode ver no gráfico abaixo:

fundos imobiliários

Isso também configura um dos riscos deste investimento, que você deve ficar atento.

Vantagens dos Fundos Imobiliários

As vantagens deste tipo de investimento são inúmeras.

Como por exemplo, a valorização das cotas e o recebimento de rendimentos mensais, já que 95% do lucro dos aluguéis dos empreendimentos, como os das lojas de um shopping, são distribuídos aos investidores.

Inclusive, os Fundos Imobiliários têm se valorizado acima da inflação, como você pode ver nesse gráfico do IFIX, que é o índice que representa os FIIs na bolsa de valores. Veja que ele valorizou 17% ao ano nos últimos 10 anos:

o que são fundos imobiliários

São tantas as vantagens que eu escrevi um artigo só sobre elas, que você pode conferir aqui.

Liquidez dos Fundos Imobiliários

Essa é uma das grandes vantagens comparada aos imoveis físicos.

Se você tem um imóvel e pretende vendê-lo, precisará ter muita paciência. Pois deverá anunciá-lo em sites de vendas, em imobiliárias, e esperar que alguém possua aquela fortuna para comprá-lo (ou você terá que parcelar e receber em pequenas prestações o seu dinheiro de volta).

Com os Fundos Imobiliários é bem diferente. Você consegue fazer várias transações de compra e venda em um único dia, e o seu dinheiro leva no máximo 3 dias para voltar à sua conta. Como você pode ver neste depoimento do nosso ex-aluno Roberto:

fundos imobiliários

Tributação

Os rendimentos recebidos mensalmente, ou seja, os aluguéis, são isentos de imposto de renda. Diferente dos imóveis físicos que você perde parte do que recebe para o governo.

Já o lucro que você tiver na venda das cotas dos fundos, esse sim, terá que pagar 20% de imposto de renda.

Cuidados ao Aplicar em FIIs

fundos imobiliários

Um grande erro que a maioria dos investidores comete é olhar apenas o pagamento dos dividendos (aluguéis), também chamado de dividend yield, que é a razão entre os aluguéis pagos e o valor de mercado do imóvel.

Porém, existem outros indicadores que você deve observar, como a RMG (renda minima garantida), Taxa de Vacância, PVPA (Preço sobre Valor Oatrimonial), Data de Vencimento dos Contratos de Alugueis, principalmente para empreendimentos com poucos inquilinos.

Concluindo…

Depois de toda essa explicação, a minha opinião final é: vale muito a pena investir no longo prazo em Fundos Imobiliários! Esta acaba sendo uma opção bem melhor do que comprar imóveis por conta própria. Se você leu direitinho, deve estar compartilhando da mesma opinião.

Esta é uma das melhores opções para Viver de Renda, graças aos aluguéis que você recebe mensalmente.

Se você quiser saber mais detalhes sobre como investir em Fundos Imobiliários, eu te convido a assistir à nossa última masterclass gratuita.

Para inspirar você, veja o que o Edilson, nosso ex-aluno, anda dizendo por aí…

fundos imobiliários

O André espera você na aula. 🙂

Rumo à Liberdade Financeira!

 

Inscreva-se gratuitamente.

Laura Terra

Analista de Conteúdo Estratégico no GI. Formada em Jornalismo pela Universidade Católica de Pelotas. Estudou inglês na Strathfield College, em Sydney, na Austrália. Investidora desde o início de 2017. Apaixonada por ajudar as pessoas, viajar e curtir seus gatos.

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora
E-book: O Plano Definitivo para Conquistar sua Liberdade Financeira