GuiaInvest

O que são debêntures?

Frequentemente mencionadas no mercado financeiro, veja o que são debêntures, sua rentabilidade e como investir.

As debêntures são títulos de renda fixa das empresas privadas. Ao adquiri-los, você empresta dinheiro para a empresa em troca de receber esse valor no futuro acrescido de juros, conforme acordado no momento da compra.

Sendo assim, as debêntures nada mais são que títulos de dívida que a empresa emite ao mercado, os quais contribuem para o financiamento da empresa. Seja para aumentar capital, custear projetos, pagar dívidas, esta é uma forma de adquirir capital de terceiros para garantir dinheiro em caixa.

Diferentemente dos CDBs, em que você empresta dinheiro para o banco, as debêntures você empresta para empresas privadas. Qualquer um pode comprar, seja ele acionista ou não.

O rendimento está por conta dos juros sobre o valor que foi aplicado, seja ele pré ou pós fixados.

Tipos de debêntures

As debêntures são títulos bastante distintos entre si e por isso, devem ser analisados com cautela. Uma vez que variam de acordo com vencimento, rendimento, custos, registros, entre outros.

Quanto ao seu registro, as debêntures podem ser classificadas em nominativas ou escriturais.

A nominativa é emitida em nome do investidor inicial e tem seu registro e controle das transferências feito pela companhia emissora no Livro de Registro de Debêntures Nominativas.

A escritural também tem seu registro e controle de transferências feitos pela companhia, porém, o título é guardado em custódia por uma instituição financeira autorizada para prestar tais serviços, geralmente uma corretora de valores.

Quanto à classe, classificamos as debêntures em simples, conversíveis e permutáveis.

Simples

É o tipo mais comum de debênture. Serve apenas com o propósito de financiamento da empresa emissora e não pode ser convertida em ações.

Conversíveis

Ao final do período estabelecido do título, pode ser convertida em ações da companhia.

Permutáveis

Assim como as conversíveis, as permutáveis também podem ser convertidas em ações, com o diferencial de que não necessariamente é preciso trocar o título por ações da companhia emissora.

Classificação por tipo de rendimento

Quanto ao seu rendimento, as debêntures podem ser divididas em três tipos diferentes, bem similar aos tipos de títulos do Tesouro Direto. São elas:

Prefixadas

Sua rentabilidade é acordada no momento da emissão do título. Sendo assim, você saberá exatamente qual será o retorno no final do período

Pós-fixadas

Têm seu rendimento atrelado a um indexador, como, por exemplo, o CDI ou a taxa Selic. Dessa forma, o rendimento dependerá desse indicador no vencimento ou resgate da aplicação. Assim, você não sabe quanto o seu investimento irá render.

Híbridas

Seu rendimento é uma união de um componente pós-fixado e um prefixado.  Assim, você receberá uma taxa de juros prefixada mais a correção de um indexador, normalmente o IPCA, o principal indicador da inflação

Custos e Imposto de Renda

As debêntures comuns seguem a mesma regra de outras aplicações de renda fixa para a cobrança de Imposto de Renda. A alíquota incide apenas sobre o rendimento, seguindo uma tabela regressiva do tempo de aplicação:

Prazo aproximado             Alíquota de IR

Até 6 meses                                22,5%

De 6 meses a 1 ano                   20%

De 1 a 2 anos                              17,5%

Acima de 2 anos                        15%

 

Pode ainda ser cobrada taxas de intermediação e de custódia pela corretora a qual você adquiriu os títulos.

Entretanto, algumas debêntures são isentas de Imposto de Renda. São as chamadas debêntures incentivadas.

Debêntures incentivadas

São títulos emitidos por empresas do setor de infraestrutura, como para a construção de portos, aeroportos, estradas, transmissão de energia, saneamento básico, entre outros.

Para incentivar a captação de recursos, há a isenção de imposto de renda pelo Governo. Fato esse que pode valorizar o rendimento dessas debêntures.

Quais os riscos?

Investir em uma debênture também tem riscos. O principal dele é o risco de crédito. Ou seja, da empresa não pagar o acordado pelo título.

Por isso, é necessário muito cuidado na hora de escolher seu título, uma vez que esse tipo de investimento não conta com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), como acontece com outros títulos privados como CDB, LCI e LCA.

Além disso, há também os riscos de mercado, como, por exemplo, às oscilações das taxas de juros e da inflação e risco cambial, o que poderá ter impacto na sua rentabilidade.

Outro cuidado necessário é com a liquidez. Debêntures são investimentos de médio prazo a longo prazo. Por isso, é preciso ficar atento ao planejamento do seu investimento para não correr o risco de precisar do dinheiro antes do prazo de vencimento.

Você pode até vender seu título antes do vencimento, mas isso pode ter impactos na sua rentabilidade.

Ações x debêntures

Apesar de ambos os ativos serem emitidos pelas empresas, as debêntures e as ações são investimentos bem distintos.

A primeira diferença é que as debêntures são investimentos de renda fixa. Já as ações são de renda variável.

Ao investir em debêntures você está se tornando um credor da empresa que emitiu o título. Dessa forma, você apenas empresta seu dinheiro em troca do pagamento de juros.

Já ao investir em ações você está se tornando sócio da empresa e tem direito ao recebimento de dividendos.

Investimento em ações é um mercado mais organizado e fácil para o pequeno investidor ter acesso. Sem contar que o potencial de valorização das ações tende a ser muito maior.

A principal vantagem das debêntures é o rendimento acima da média da renda fixa e uma opção para diversificar os investimentos.

Faça parte da próxima geração de milionários. Descubra como em nossa palestra gratuita.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora
E-book: O Plano Definitivo para Conquistar sua Liberdade Financeira
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]