GuiaInvest

Dividendos: diferença reinvestindo ou não

Investir na média da renda variável do mercado financeiro já é um bom negócio, e isso tem se comprovado ao longo dos anos.

Basta acompanharmos o Ibovespa.

E pra investir dessa maneira podemos replicar o índice, comprando as diversas ações que fazem parte desse índice, ou simplesmente investir em ETFs que replicam esse índice, como BOVA11, BOVV11 ou XBOV11.

Mais prática comprando os ETFs, não é mesmo?

Agora, se você selecionar empresas a dedo, baseado em bons fundamentos, você pode montar uma ótima carteira de investimentos.

Neste ponto que entra a importância da diversificação.

Mas tal diversificação deve ser inteligente, e não simplesmente ficar na média.

Gosto muito das empresas que nos pagam dividendos.

Depois que elas pagam os dividendos, o que fazer com esse montante financeiro depende de nós.

Se você não precisa destes recursos, faz sentido reaplicar, e siga lendo este e-mail. Agora se você já está vivendo de renda pode encerrar a leitura aqui mesmo, ou continuar lendo e aprendendo mais sobre o assunto.

Hoje vou exemplificar sobre o poder do reinvestimento dos dividendos com uma empresa que atualmente o valor de mercado é 6,9 bilhões reais, e que tem 75 pontos no GI Score.

Podemos constatar os seguintes fatores:

  • Investimento por um período de longo prazo? Ok;
  • Valorização da ação? Ok;
  • Valorização da ação acima do Ibovespa? Ok;
  • Valorização maior ainda devido a ter reaplicado os dividendos? Ok também.

Perceba que a valorização do patrimônio é muito maior quando reaplicamos os dividendos.

Agora uma curiosidade que pouca gente conhece:

Sabia que você pode reinvestir os dividendos em outras empresas?

Sim! Isso mesmo. Você não precisa escolher a mesma empresa.

Isso é ótimo pois você pode aproveitar oportunidades melhores que a mesma empresa, caso essa situação aconteça.

Abs e até a próxima.

Adriano Severo

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]