GuiaInvest
dicas dos melhores investimentos

Confira nossas dicas sobre os melhores tipos de investimentos!

Veja nossas dicas que podem te auxiliar na hora de tomar boas decisões para escolher os melhores investimentos para o seu novo ano que inicia!

Escolher os melhores investimentos é uma missão que precisa ser encarada com muita seriedade por quem deseja alcançar o sucesso no mercado financeiro, já que qualquer decisão impensada pode significar uma exposição desnecessária a riscos que podem se tornar prejuízos.

Neste artigo vamos falar sobre os melhores investimentos a e dar dicas que podem auxiliar você na hora de tomar boas decisões para escolher os melhores investimentos. Continue a leitura e acompanhe!

Quanto mais preparado você estiver, maiores são as chances de alcançar seus objetivos e melhorar cada vez mais sua atuação nos investimentos.

A consequência é o aumento dos lucros e otimização dos recursos de acordo com a estratégia definida. Vamos lá?

Como escolher os melhores investimentos?

A dica nesse caso é montar uma carteira diversificada e principalmente: que esteja de acordo com os objetivos e perfil do investidor. De nada adianta montar uma estratégia sem segurança e depois perder o sono ou se sentir frustrado, não é mesmo?

Seguindo essa linha de raciocínio, o ideal é que pessoas mais agressivas se exponham a mais riscos, a fim de alcançar resultados mais lucrativos, enquanto quem é mais moderado e conservador deve optar por opções mais seguras (e infelizmente menos rentáveis).

Nosso conselho é uma carteira bem diversificada com ações, fundos imobiliários e títulos de renda fixa por exemplo.  O importante é nunca investir tudo que tem em um único ativo, pois isso é um tiro no pé.

Quais são os tipos de investimento?

Podemos classificar os investimentos em 2 tipos: renda fixa e renda variável.

Cada um deles possui suas particularidades, vantagens e indicações, sendo preciso analisar quando são mais indicados. No intuito de diversificar a carteira, entrariam as duas opções.

Se você tiver o perfil mais agressivo, terá uma maior porcentagem de renda variável do que de renda fixa no portfólio e se for mais conservador, o contrário.

Cabe lembrar que na renda fixa cada ativo tem uma indexação, assim como em renda variável as rentabilidades dos ativos variam entre si.

Ativos de renda fixa

Um dos ativos de renda fixa mais conhecido é o Tesouro Direto, e é a opção mais rentável deste mercado.

Dentro dele existem subgrupos com diferentes indexações. O Tesouro Selic, por exemplo, é 100% indexado à Selic, enquanto o IPCA+ remunera conforme a inflação (que é o IPCA) mais uma taxa.

A vantagem do Tesouro Direto é que ele é o ativo mais seguro da economia, sendo seu risco chamado de soberano. A única chance de você não receber o dinheiro que investiu no Tesouro é se o país inteiro quebrar.

Também existem os ativos de emissores privados como o CDB (Certificado de Depósito), emitido pelo banco e o Certificado de Depósito Interbancário (CDI), que é bem próximo à taxa Selic. O CDB é interessante, porque, muitas vezes, apresenta uma taxa de rentabilidade acima do Certificado de Depósito Interbancário (CDI).

Ativos de renda variável

O principal ativo de renda variável são as ações.

As ações são negociadas na Bolsa de Valores e correspondem a pedaços das empresas, disponibilizadas para venda à quem se interessar.

Quem compra ações de determinada empresa, passa a ser sócio dela e pode receber parte dos lucros alcançado por meios de pagamentos periódicos conhecidos como dividendos.

A principal vantagem de investir em ações é o alto potencial de retorno que esse tipo de aplicação apresenta. Historicamente nenhuma outra modalidade de investimento consegue oferecer retorno altos em um período tão curto de tempo.

A contrapartida, no entanto, é uma cerca exposição a riscos, ou seja, não são indicadas para quem apresenta um perfil totalmente conservador.

No entanto, esses riscos são facilmente controlados por meio de estratégias (como a que você vai ser convidado a conhecer no final desta leitura).

Existem também os fundos imobiliários, que funcionam um pouco diferente: nesse caso, você compra uma participação de um prédio comercial ou de um grande shopping, por exemplo.

A atratividade nesse ativo é que você se beneficia dos aluguéis, ou seja, recebimentos mensais. Esse pagamento é isento do imposto de renda, o que é um benefício e diferencial desse ativo.

Poupança: é um investimento viável?

A poupança sem dúvidas é o tipo de investimento mais conhecido pelas pessoas no Brasil, porém está longe de ser o mais vantajoso.

Isso porque essa modalidade apresenta uma rentabilidade muito menor quando comparada a outras opções viáveis para aplicar seu dinheiro. Por vezes até mesmo pode perder para a inflação!

Mesmo para quem tem um perfil conservador e não gosta de ser expor a riscos, existem opções seguras e que apresentam boa rentabilidade, como vimos acima com o tesouro direto.

É comum encontrar quem opte pela poupança por ter pouco dinheiro para aplicar inicialmente, porém isso é um grande equívoco, uma vez que existem opções mais lucrativas que são tão viáveis economicamente quanto a poupança.

Quem deseja aumentar a renda continuamente, atingir a independência financeira ou mesmo adiantar a aposentadoria, deve se atentar para a importância de adotar uma estratégia de melhores investimentos e começar o quanto antes.

Com disciplina, organização e foco é sim possível obter rendimentos suficientes para se manter mensalmente. Invista apenas na poupança se você for precisar do dinheiro a qualquer momento por exemplo.

Baixe o nosso e-book gratuito com o O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira.

Quais são os critérios para escolher o investimento?

Existem diversas opções de investimento disponíveis no mercado, por isso e fundamental estar bem informado na hora de montar sua carteira de aplicações.

Também é importante destacar que essa definição deve ser feita de acordo com o perfil do investidor seja ele conservador, moderado ou agressivo.

Na hora de escolher os melhores investimentos para montar a sua carteira, é indicado apostar na diversificação, a fim de se precaver contra possíveis perdas e principalmente apostar nas opções que estão em alta.

Quando você passa a escolher diferentes tipos de aplicações, a tendência é manter o equilíbrio nas aplicações, o que é muito positivo para sua atuação no mercado e elimina significativamente qualquer tipo de risco.

Gostou das nossas dicas? Agora que você já conhece boas opções pode escolher os melhores investimentos e obter retornos positivos de curto, médio ou longo prazo.

Para chegar ao topo, no entanto, é essencial investir em conhecimento constante e dedicar uma parte do tempo para se aperfeiçoar mais a cada dia.

Para começar a colocar as dicas em prática e aprender mais sobre o tema, assista a nossa mais recente masterclass gratuita e conheça um método que seleciona as ações mais explosivas da Bolsa de Valores para o próximo ano!

Esse método é capaz de multiplicar o seu capital investido em mil vezes.

Inscreva-se gratuitamente.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora
E-book: O Plano Definitivo para Conquistar sua Liberdade Financeira
[Palestra Online]
[Palestra Online]