GuiaInvest
mulheres milionárias

O que aprender com 7 mulheres que ficaram milionárias antes dos 30

O ano de 2018 vai entrar para história como o ano da mulher: a pauta do empoderamento feminino ganhou importância na sociedade. A china com seu mercado em ascensão criou uma geração de novas mulheres bilionárias.

Elas têm se posicionado em lugares de destaque em grandes empresas globais, apesar de ainda haver poucas na lista de bilionários essa situação tem começado a se reverter. Além dos negócios, o mundo do entretenimento tem ficado mais inclusivo, a atriz e diretora Robin Wright assumiu a direção e protagonismo para finalizar a aclamada série House of Cards da Netflix.

Neste artigo, você conhecerá uma lista de sete mulheres milionárias, suas trajetórias e características importantes que as tornaram cases de sucesso. Portanto, se você está em busca de aprendizado para aumentar seus investimentos, conheça essas empreendedoras!

1. Luiza Helena Trajano

Conhecida por comandar a rede de lojas varejista Magazine Luiza, ela está a vinte e sete anos à frente da empresa. Luiza Trajano revolucionou os negócios de sua família por meio de uma liderança visionária.

Sua forma de inovadora de liderar colocou a Magazine Luiza entre as varejistas mais conceituadas do mercado brasileiro. Isso se deu pela proximidade que criou com seus funcionários e clientes.

Desde os doze anos, Luiza trabalha no negócio, entretanto, foi ao atingir a maioridade que ela mudou o modelo empresarial da rede oferecendo e-commerce, bonificações aos funcionários e uma gestão humanizada, que deu à loja o título de uma das melhores empresas para se trabalhar.

2. Cristina Junqueira

Definitivamente uma das maiores inspirações para os Millennials, Junqueira é a única sócia brasileira e mulher da fintech Nubank que estremeceu o setor bancário no Brasil — conhecido por ser um dos mais concentrados.

Junqueira é graduada em engenharia de produção na USP, tem mestrado em engenharia na Escola Politécnica da USP e, MBA em finanças e marketing de uma das mais prestigiadas faculdades de administração dos EUA, a Kellogg School of Management.

Após sua passagem pelo Unibanco, onde pediu demissão por desconcordância de ideias, se juntou aos sócios David Vélez e Edward Wible e criaram uma das fintechs mais inovadoras do mundo, com valores de desafiar e dar espaço ao novo.

3. Laurene Powell Jobs

Com uma fortuna avaliada em US$ 18,8 bilhões é a 6ª mulher mais rica do mundo. Essa empresária e filantropa americana fundou a Emerson Collective, voltada para atividade de impacto social, preservação ambiental, reforma migratória e políticas de educação. Além disso, é cofundadora e presidente do College Track, uma instituição que auxilia estudantes desfavorecidos do ensino médio a ingressar na universidade.

Ela cresceu em West Milford, New Jersey. Tem bacharel de artes em ciências políticas pela University of Pennsylvania School of Arts and Sciences e um bacharel de ciência em Economia pela Wharton School of the University of Pennsylvania. Em 1991, recebeu seu MBA pela Stanford Graduate School of Business.

Powell Jobs também possuiu 38,5 milhões de ações da Apple Inc. e coordena o Laurene Powell Jobs Trust, antigamente conhecido como Steve Jobs Trust — antes do falecimento de seu marido Steve Jobs — que detém 7,69% da participação da The Walt Disney Company, cerca de 130,6 milhões de ações tornando-se a maior acionista.

4. Roberta Ramalho

Ramalho é uma jovem empreendedora brasileira que comanda um dos mais conceituados estaleiros do Brasil. O desafio da presidência da Intermarine veio logo na adolescência, após o falecimento de seu pai.

Entretanto, antes de assumir a presidência, passou por muitos departamentos da empresa aprendendo sobre os processos operacionais de fabricação de barcos. A infância foi essencial, já que conviveu próximo aos funcionários.

Em um meio masculino, Ramalho encontrou dificuldades, mas sempre teve firmeza e convicção para dar continuidade aos negócios. Os objetivos não param por aí, ela pretende contratar mais funcionários e uma expansão global. Toda essa seguridade garante espaço na lista de mulheres milionárias.

5. Kylie Jenner

Essa empresária e digital influencer americana conquistou um feito inimaginável. Três anos após fundar a Kylie Cosmetics, acumulou uma fortuna avaliada em US$ 900 milhões. Com apenas 21 anos, está prestes a se tornar a pessoa mais jovem bilionária dos EUA com sua própria fortuna.

Distante do mundo empresarial, Jenner também é uma das pessoas mais requisitadas pelas marcas globais para comerciais. O sucesso do comercial da empresa de equipamentos desportivos PUMA é um exemplo disso, já que existe uma maior dinâmica com jovens.

A Kylie Cosmetics tem apenas sete funcionários, os processos de produção são terceirizados. Essa forma concentrada de administração tem inspiração em startups que recebem milhões em aportes financeiros.

6. Susanne Klatten

A herdeira da BMW, Susanne Klatten, ajudou a transformar a empresa em uma corporação global listada no DAX-30 (índice alemão das 30 companhias abertas com melhor desempenho financeiro).

Após a morte do seu pai, recebeu ações da Altana, uma empresa europeia de químico-farmacêuticos de grande porte. Sua fortuna atualmente está avaliada em US$ 25 bilhões, sendo a mulher mais rica da Alemanha e a terceira mundial.

Ela tem formação de administração e economia em Frankfurt, e mestrado em administração pela Universidade de Lausanne na Suíça. O setor automobilístico tem poucas mulheres e Susanne Klatten reescreveu esse paradigma.

7. Alice Walton

Walton conquistou um feito gigantesco ao encabeçar a lista de mulheres mais ricas do mundo. Com uma fortuna de US$ 46 bilhões é a 16.º na classificação geral. É filha do fundador do Walmart e, não participa diretamente na gestão da empresa, contudo tem ações da companhia e recebe dividendos.

Sua formação foi feita na Trinity University, vive em um rancho no estado do Texas. Suas paixões são cavalos e o museu Crystal Bridges Museum of American Art, fundado no Arkansas, que abrange uma coleção de US$ 500 milhões.

Ao longo de sua carreira trabalhou como analista de patrimônio e gerente financeira da First Commerce Corporation, esteve na liderança de atividades de investimentos do Banco Arvest e foi corretora da EF Hutton. Walton também foi fundadora, presidente e CEO do Llama Company um banco de investimentos americano.

As características dessas importantes mulheres milionárias

A trajetória dessas mulheres milionárias e empoderadas não foi nada simples de se conquistar. Mesmo as que herdaram fortunas precisaram dar continuidade e reinventar os negócios familiares.

Essas mulheres compartilham traços semelhantes como perseverança, inovação e capacitação. São inspirações para todos os públicos, femininos e masculinos, que buscam a liberdade financeira e sucesso. Elas desafiam uma sociedade extremamente conservadora, quebram arquétipos e abrem espaço para outras mulheres conquistarem cada vez mais representação.

Como abordado no artigo, esses exemplos de mulheres milionárias traçaram caminhos diferentes e viveram realidades distintas. Ainda assim, compartilham os desejos de mudanças, de fazer diferente e tornar o mundo um lugar mais igualitário, por isso conquistaram sua liberdade tão cedo e, mostram a você como é possível chegar a sua autonomia financeira.

Agora que você conhece casos de mulheres milionárias que desafiaram o status quo, que tal assistir a uma aula sobre dividendos para um dia poder viver da rua renda? Não perca essa oportunidade incrível!

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]