GuiaInvest

Como Warren Buffett se tornou bilionário?

Warren Buffett é considerado por muitos o maior investidor de todos os tempos. Seu primeiro investimento foi aos 11 anos, seu primeiro milhão aos 32 e hoje e hoje, aos 88 anos, possui uma fortuna de mais de US$ 82 bilhões.

Se você se interessa por investimentos, certamente já ouviu falar de Warren Buffett.

Desde cedo, Buffett mostrou talento para negócios e investimentos inteligentes. Comprou suas primeiras ações aos 11 anos com um investimento de 100 dólares. Aos 14 já declarou imposto de renda.

Atualmente, é CEO e o maior acionista do conglomerado de empresas Berkshire Hathaway. Está sempre nos primeiros lugares da lista dos homens mais ricos do mundo, com uma fortuna avaliada em mais de US$ 82 bilhões.

Mas apesar de tanto dinheiro, Warren Buffett leva uma vida simples. Mora na mesma casa que comprou em 1957, usa transporte público, não gasta dinheiro com carros, celulares, festas. Mas por que ele faz isso? Porque ele não quer gastar tempo nem dinheiro administrando coisas que não são o seu foco.

Warren Buffett é considerado o investidor mais bem-sucedido de todos os tempos.

Sua estratégia de investimento é baseada em princípios simples, que podem ser utilizados por investidores de todos os níveis. Os investimentos inteligentes e focados no longo prazo, fizeram Buffett colher os benefícios dos juros compostos.

Mas como Warren Buffett se tornou bilionário? Veja os principais acontecimentos e curiosidades da vida do Oráculo de Omaha.

Acionista Precoce

Warren Buffett nasceu em 30 de agosto de 1930, em Omaha, Nebraska, em meio a Grande Depressão da América, fato que o fez respeitar o valor do dinheiro.

Filho de um corretor da bolsa de valores, despertou desde cedo a paixão pelos investimentos e pelos negócios. Enquanto a maioria das crianças passava as tardes brincando na rua, Buffett gostava de acompanhar seu pai no trabalho.

Aos 11 investiu pela primeira vez comprando três ações da companhia petrolífera Cities Service, hoje chamada de Citgo, por US$ 38 cada.

O jovem Buffet aprendeu ali uma importante lição financeira. Os papéis da companhia sofreram uma queda rápida de preços, para US$ 27 por ação. Buffett os segurou, mas vendeu assim que chegaram a US$ 40. O pequeno lucro poderia ser tremendo se ele tivesse esperado. Pouco tempo depois, o preço das ações da Cities aumentou para quase US$ 200.

Adolescência de negócios

Durante a adolescência, empreendeu em vários negócios incluindo venda de bala de goma, refrigerante, revenda de peças e lavagem de carros.

Aos 13 anos teve seu primeiro emprego como jornaleiro, onde percebeu que poderia maximizar seu ganho ao diversificar sua linha de produtos. Para isso, começou a vender assinaturas de revistas.

Com apenas 14 anos de idade, Buffett já declarava o imposto de renda. Aos 15 usou seus ganhos para comprar uma fazenda de 40 acres em Nebraska e destinou os lucros da fazenda para pagar seus estudos universitários.

Enquanto estudante do ensino médio, Buffett enxergou uma oportunidade e resolveu investir US$ 25 em uma máquina de pinball para colocá-la em uma barbearia.

Com a máquina na parte de trás do estabelecimento, os clientes poderiam jogar enquanto esperavam para ser atendidos. Dessa forma, ele dividiria o lucro com o dono da barbearia. Não demorou muito para que o jovem possuísse dezenas desses aparelhos espalhados por toda a cidade.

Graduação e vida adulta

Warren Buffett foi aceito na Columbia Business School, em Nova Iorque, onde foi aluno do famoso investidor Benjamin Graham.

Graham viu nele um grande potencial e em 1954, aos 24 anos, foi trabalhar como analista na Graham-Newman Corp.. Com um salário de 12 mil dólares ao ano, ganhava o equivalente a três vezes mais a média salarial de uma família americana da época.

Saindo da organização de Graham, Buffett decidiu voltar para sua cidade natal e iniciar seu próprio negócio, a Buffett Associates Ltd.

O negócio deu certo. No final da década de 50, havia aberto sete empresas parceiras. E em 1962, com 32 anos, tornou-se milionário.

Anos depois, Buffett decidiu encerrar a sociedade e liquidar os ativos. Ele e os sócios receberam quase 30% de lucro.

Berkshire Hathaway

No final dos anos 60, Buffett passou a comprar ações da organização têxtil Berkshire Hathaway quando estavam em baixa e foi aumentando a porcentagem adquirida até assumir o controle total da empresa em 1970.

A Berkshire se tornou o carro-chefe para todos os seus investimentos em negócios.

Buffett mudou o segmento de têxteis para seguros e concentrou-se em comprar ativos em diversos meios como o The Washington Post, a empresa de petróleo Exxon e a gigante de seguros Geico.

As ações Hathaway subiam sem parar e valorizavam também o capital particular de Buffett. Em 1979, a Berkshire começou negociando a US$ 775 por ação, atingindo US$ 1.310 até o final do ano, elevando o patrimônio líquido de Warren a impressionantes US$ 620 milhões.

Mas Warren Buffett queria mais. Seu novo objetivo era US$ 1 bilhão.

Adquiriu ações da rede de televisão ABC, da Coca-Cola e em 1986 alcançou seu primeiro bilhão, que se transformou em 3,8 bilhões de dólares antes mesmo de chegar aos 60.

Depois não parou mais de multiplicar. Grande parte da riqueza de Buffett foi obtida após o empreendedor passar dos 60 anos de idade.

Em 2008, Buffett tornou-se a pessoa mais rica do mundo, com patrimônio total estimado em US$ 62 bilhões pela Forbes, ultrapassando Bill Gates, que tinha sido o primeiro na lista nos últimos 13 anos.

As lições de Warren Buffett

Durante toda sua trajetória, o bilionário Warren Buffett nos deixa várias lições. Ele não herdou sua fortuna. Tudo o que tem ele levou décadas construindo graças a investimentos cuidadosos e sua preferência por empresas com ativos tangíveis e poder de lucro comprovado.

Entre os vários investimentos certeiros podemos citar grandes pedaços de organizações como Walt Disney, Washington Post, Coca Cola, Gillete e bancos nacionais influentes que levaram a Berkshire uma das empresas mais poderosas e rentáveis do mundo.

Em 2013, o Warren Buffett se uniu ao brasileiro Jorge Paulo Lehman — da 3G Capital, para comprar a Kraft Foods por US$34 bilhões em dinheiro e ações, fundindo posteriormente a Heinz à Kraft. Isso fez com que as ações da Heinz tivessem alta de 19% logo no anúncio do negócio.

O método empregado por Buffett é a filosofia Value Investing. Foi por meio do seu maior mentor, Benjamin Grahan, que ele aprendeu essa estratégia.

Warren Buffett nos ensina que um bom negócio deve ser simples, com histórico consistente e boas perspectivas do mercado.

E ainda, que devemos aprender com os erros, investir no longo prazo e dar valor ao mercado em baixa, ou seja, comprar ações de boas empresas com preço abaixo do seu valor intrínseco.

Esse é o jeito Warren Buffett de investir.

Buffett investe em negócios sólidos que possam gerar valores por muitos anos.

E você, sabe como reconhecer as ações que pagam os dividendos mais “gordos” do mercado?

Saiba como receber R$ 2.154 por mês de dividendos assistindo a nossa Masterclass.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]