GuiaInvest
como economizar dinheiro

Como economizar dinheiro: 7 erros que você pode estar cometendo

Você sabe como economizar dinheiro? Em algum momento da vida, muitas pessoas se deparam com o desejo de guardar dinheiro, seja para investir, seja para se prevenir, seja para realizar um sonho. Afinal, todos esses objetivos, normalmente, custam caro.

Contudo, boa parte dessas pessoas não sabe como economizar ou manter-se poupando. Além do mais, cometem deslizes que as atrapalham e até podem levá-las a gastar as reservas existentes.

Sabendo disso, listamos os principais erros que as pessoas cometem quando o assunto é como economizar dinheiro. Continue lendo e confira!

1. Não ter metas

Não saber o motivo de economizar é um dos maiores fatores que o impedem de guardar dinheiro. Se não existe um alvo, não há motivação ou razão lógica para economizar, o que o leva a gastar tudo o que sobra com coisas aleatórias e passageiras, eliminando a possibilidade de se manter economizando e de construir uma boa quantia no futuro.

Para manter o foco e evitar gastos supérfluos, é preciso ter clareza de qual será o resultado da economia. As metas podem ser de curto, médio e longo prazo: fazer uma viagem, comprar um automóvel, um imóvel ou complementar a aposentadoria.

Apegar-se ao objetivo facilita a quantificação de uma estratégia para conseguir o alvo.

2. Não fazer um investimento

Muitas pessoas começam a economizar, mas não se preocupam em aprender como investir e acabam por não descobrir como isso pode ajudar os seus esforços.

Investir o dinheiro impede que ele se desvalorize e perca o poder de compra, além de potencializar e acelerar o resultado final. Mesmo pequenas contribuições se tornam um montante cada vez maior, mais rapidamente, graças à mágica dos juros compostos, de maneira que o objetivo é alcançado muito antes do que se os valores estivessem sendo, apenas, guardados.

Quando não se investe, é fácil desanimar pela demora em conseguir uma boa quantia e perder o foco. Desistir de economizar e minar as reservas até o último centavo sem adquirir nada de valor real é o que pode acontecer.

3. Não reservar uma parte do salário todo mês

Muitas pessoas querem economizar, mas não sabem como guardar dinheiro, poupam apenas o que sobra do salário no fim do mês, quando deveriam fazer exatamente o contrário.

Ao guardar somente o que sobeja, não há responsabilidade de que haja alguma quantia no fim do período, assim, gasta-se à toa e, se restar, guarda-se. Isso tira a consistência de economizar e acaba desestimulando.

Quando se destina uma quantia definida do salário todo mês, o cenário se inverte, existe um compromisso e é necessário economizar para cumpri-lo, além de que as contribuições constantes permitem prever quando o objetivo do investimento será alcançado.

Reservar uma parte do salário cria um hábito e faz com que o seu sonho não tenha um prazo inalcançável ou aleatório.

4. Usar o cartão sem limites

O cartão traz uma falsa noção de poder aquisitivo e o fato de o comprador não saber, ao certo, quanto vai pagar, no fim do mês, facilita a compra por impulso. Graças à ilusão de que o crédito faz parte do seu salário, o comprador está sujeito a não ter condições de quitar o valor total da fatura, efetuar o valor mínimo e piorar o prejuízo financeiro.

Além de impedir os descontos à vista, o uso do cartão acaba com a possibilidade de economizar, negociando o preço do produto. As dívidas geradas pelo cartão evitam que sobre dinheiro e esgotam qualquer eventual reserva que o consumidor tenha conseguido construir.

5. Não possuir uma reserva para emergência

A reserva de emergência, como o nome já diz, é um valor destinado especificamente para casos inesperados, sem afetar os investimentos e o padrão de vida atual.

Se você tem um objetivo e resolve guardar uma quantia para realizá-lo, porém, não destina uma parte para a reserva emergencial, no momento em que uma situação que não foi planejada acontecer, suas economias e, consequentemente, seus sonhos vão por água abaixo.

Uma avaria no automóvel, o surgimento de uma enfermidade em um parente, a falência de uma empresa ou um desligamento involuntário no emprego são imprevistos que necessitam de uma grande quantia de dinheiro para serem contornados. Não se preparar para essas situações elimina qualquer chance de economizar.

Portanto, não possuir uma reserva para emergência é um erro que só é percebido quando as despesas vão além do seu orçamento e é inviável economizar sem possuí-la.

6. Exibir-se

Um grande erro para quem deseja economizar — e que está entre os mais comuns — é a adoção da cultura de ostentação.

Atualmente, as pessoas têm se tornado reféns das aparências, principalmente nas redes sociais, o que as leva a viver acima das suas possibilidades financeiras, de maneira que compram objetos pelo status que eles podem trazer e não por sua real utilidade.

Há uma necessidade em demonstrar que não são humildes financeiramente, e essa busca por aceitação as leva a focar no aparentar, não no ser. Investem mais do que possuem em roupas de marca, acessórios caros, carros e motos de luxo, além de prazer momentâneo, de forma que o saldo financeiro desastroso, as dívidas, o nome sujo e a instabilidade contrastam com a vida de aparências.

O exibicionismo impede de economizar e, além de consumir o patrimônio presente, compromete as possibilidades para o futuro.

7. Não pesquisar preços

Uma das maneiras mais simples de economizar, que é ignorada por muitas pessoas, é: pesquisar os preços dos produtos que deseja adquirir.

É muito comum que produtos, mesmo de pequeno valor, sofram uma grande variação de preço de um estabelecimento para outro, e com a possibilidade de adquirir produtos de qualquer lugar do mundo, pela Internet, essas diferenças podem ser ainda maiores.

Compras são necessárias a todo momento e não optar pelas opções mais em conta traz um grande prejuízo no longo prazo: reduz o poder de compra atual, a qualidade de vida, o patrimônio e conforto que poderíamos ter no futuro, bem como a possibilidade de reserva ou investimento.

Muitas atitudes relacionadas a não refletir sobre o preço podem destruir as economias de alguém, tais como: comprar sem pensar ou comparar; adquirir lançamentos em alta temporada, quando estão mais caros; levar um item apenas porque está em promoção etc.

Não pesquisar os melhores preços retira uma das melhores oportunidades de que sobre algo no final do mês.

Poupar alguma quantia por um longo prazo pode não parecer simples, mas, com essas dicas, você saberá como economizar dinheiro sem cometer erros. Esse conhecimento será de grande importância para que você dê um passo a mais na sua caminhada para a liberdade financeira.

E aí, já sabe os maiores erros na hora de economizar dinheiro? Não deixe seus amigos sem conhecê-los! Compartilhe este conteúdo nas redes sociais!

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora
E-book: O Plano Definitivo para Conquistar sua Liberdade Financeira