GuiaInvest
como declarar acoes no imposto de renda

Como declarar Ações no Imposto de Renda

Declarar ações no imposto de renda pode ser mais simples do que se imagina. Aprenda como declarar e evite cair na malha fina.

É comum ter dúvidas sobre como declarar ações no Imposto de Renda. O processo é bem detalhado e dividido em várias etapas que exigem atenção.

Se esta é a sua primeira vez ou você não tem muita prática, veja como fazer a declaração de forma correta para evitar multas ou até cair na malha fina.

A declaração de Imposto de Renda é obrigatória para todas as operações de compra e venda de ações. Independentemente se a tenha gerado lucro ou prejuízo.

Atrasar ou não declarar ações no Imposto de Renda pode render multas de 0,33% ao dia, mais o juro mensal próximo da taxa Selic. Sem contar que a sonegação de impostos é crime passível de multas e reclusão.

Estão isentos do imposto de renda ações negociadas cujo valor seja igual ou inferior a R$ 20.000,00. Porém, isso não significa que o investidor não precisa declarar seus rendimentos para a Receita Federal. Estes devem ser declarados no campo “Rendimentos Isentos”.

Já as operações acima de R$20.000,00 têm incidência de Imposto de Renda sobre os lucros na alíquota de 15% para operações comuns e de 20% para operações day-trade.

O imposto é pago mensalmente por meio do Darf, o qual servirá para você comprovar na declaração de IR que você cumpriu sua obrigação ao longo do ano.

Além disso, a Receita Federal recolhe o Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) de 0,005% sobre as vendas comuns e 1% do rendimento obtido no Day Trade. Essa é uma forma de fiscalizar as atividades dos investidores, também conhecido como “dedo-duro”.

Passo a passo para declarar ações no Imposto de Renda

1- Reúna todos os dados e informações

O primeiro passo para declarar ações no IR é reunir todas as informações de suas operações na Bolsa no ano anterior.

Se você fazer diversas operações, o ideal é ir montando uma planilha, pois assim fica mais fácil. Separe as movimentações mês a mês, de acordo com o tipo de ativo e o tipo de venda (comum ou Day Trade).

Tenha todos os Darfs, notas de corretagem, extratos de IR “dedo-duro” e o informe de rendimentos.

Caso não possua as notas de corretagem e o seu informe de rendimentos, solicite a sua corretora. Já as DARFs você pode consultar no site da Receita Federal.

Tenha em mãos também mais detalhes sobre seus investimentos, como o custo de médio dos ativos e seu extrato CBLC.

2- Faça uma apuração dos lucros

A próxima etapa é para calcular os lucros. Por isso, o ideal é fazer uma planilha com o preço médio de compra e de venda das ações, uma vez que a tributação é calculada a partir do preço médio destes.

Para calcular, a média do preço de compra, multiplique a quantidade de ações pelo preço pago somado aos custos de corretagem e dos emolumentos (taxas).

O preço médio de venda segue o mesmo princípio. Multiplique a quantidade de ativos pelo preço vendido, só que dessa vez desconte o valor da corretagem e dos emolumentos.

Por fim, faça uma média de lucro ou prejuízo, separando-os entre operações comuns e Day Trade.

Como declarar Ações no Imposto de Renda

3-Baixe o programa de IR 2019 da Receita Federal

Agora chegou a hora de começar a preencher sua declaração de IR. Para isso, é necessário baixar o programa do IR 2019.

4- Declare as operações isentas

Comece declarando os dividendos recebidos ou compra e venda de ações menores de R$ 20 mil que são as operações isentas de IR.

Para declarar dividendos no Imposto de Renda:

Acesse a opção “Rendimentos Isentos e Não Tributáveis” e selecione o campo com o código 09 “Lucros e dividendos recebidos”.

Para cada ação que tenha recebido dividendos, informe se você é o titular ou dependente, o nome da empresa, o CNPJe o valor recebido.

Para declarar vendas de até R$ 20 mil:

Selecione o campo “20. Ganhos líquidos em operações no mercado à vista negociadas em bolsas de valores.”

Informe o tipo de beneficiário e o valor total para cada uma das operações de vendas mensais abaixo de R$ 20 mil.

5- Declare as operações sujeitas à tributação

Declaração dos Juros sobre Capital Próprio (JCP)

No campo “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva”, escolha a opção “10. Juros sobre capital próprio”.

Para cada ação que você tenha recebido JCP, informe o titular, o nome e CNPJ da fonte pagadora e o valor recebido

Caso os juros sobre capital foram declarados pela empresa no ano anterior, porém e ainda não foram pagos, inclua-o valor na opção “Bens e Direitos” com o código 99.

Declaração das vendas acima de R$ 20 mil e operações de Day Trade

Para essa etapa da declaração, será necessário ter em mãos os relatórios auxiliares com os valores retidos na fonte nas operações, além das DARFs de recolhimento de IR sobre ganho de capital pagos ao longo do ano passado.

Na opção “Operações Comuns/Day Trade”, informe o valor do lucro ou prejuízo obtido em cada mês, de acordo com a sua planilha, separando em operações comuns e Day Trade.

Em casos de prejuízo, o valor deve ser incluído com o sinal de menos na frente. Caso não tenha realizado operações em determinado mês ou vendeu abaixo de R$ 20 mil, basta colocar zero nos campos pendentes.

Para compensar o IR retido na fonte, você deve colocá-lo em “IR fonte” no campo “Consolidação do Mês”. Verifique se a alíquota foi calculada corretamente no campo “Imposto a pagar”. Preencha o campo “Imposto Pago” com o valor dos DARFs.

6- Informe sobre suas ações

A última etapa que você deve saber de como declarar ações no Imposto de Renda é a ficha de “Bens e Direitos”.

Insira o código 31 para “Ações” e 47 para “opções, contratos futuros ou a termo”.

No campo “discriminação”, informe o nome e CNPJ da empresa, o código de negociação do ativo em Bolsa, a quantidade de ações adquiridas, a data e o valor pago. Especifique também quando houve vendas parciais ou compras de mais ações. Faça o mesmo para todas as ações.

Antes de enviar a sua declaração do IR, verifique se todos os dados estão corretos e os impostos foram calculados corretamente.

Agora que você já sabe como declarar ações no Imposto de Renda, não tem o porque deixar de lucrar com esse investimento.

Confira o nosso vídeo inédito de 7 minutos onde o André ensina um jeito ridiculamente simples de encontrar ações com ALTO POTENCIAL de valorização e baixo risco de queda em apenas 1 CLIQUE.

Equipe GuiaInvest

Nossa missão é ajudar as pessoas a poupar, administrar e investir seu dinheiro de maneira inteligente para que conquistem a liberdade financeira.

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora
E-book: O Plano Definitivo para Conquistar sua Liberdade Financeira
[Semana da Regra nº]
[Semana da Regra nº]