GuiaInvest
7 fatores da riqueza

Os 7 Fatores da Riqueza Segundo os Verdadeiros Milionários

Se você quer construir riqueza, nada melhor do que seguir os ensinamentos e o modo de vida de quem já chegou lá. Nas próximas linhas, você vai descobrir quais são os 7 fatores da riqueza segundo os verdadeiros milionários. Acompanhe!

Se você quer construir riqueza, nada melhor do que seguir os ensinamentos e o modo de vida de quem já chegou lá. Nas próximas linhas, você vai descobrir quais são os 7 fatores da riqueza segundo os verdadeiros milionários. Acompanhe!

Você concorda comigo que de nada adianta receber um aumento salarial no trabalho e, na mesma proporção, aumentar os gastos supérfluos? Concorda que ao fazer isso, você praticamente joga no lixo a conquista financeira extra conseguida com tanto esforço?

Tenho quase certeza de que sua resposta para essas duas perguntas foi “sim”. A sua e a de vários outros leitores, aliás. Mas acontece que, por mais que racionalmente (quase) todo mundo entenda que essa é uma conta burra, no dia a dia, o que mais se vê é justamente o contrário.

Seguindo o velho ditado que diz que “quanto mais se ganha mais se gasta”, muitas pessoas que sonham com a riqueza no bolso se afastam cada vez mais da realização desse sonho simplesmente porque não conseguem ter mais dinheiro na carteira sem utilizá-lo.

Os 7 fatores da riqueza segundo os milionários

7 fatores da riqueza segundo os milionários

Thomas J. Sanley e William D. Danko, autores do best-seller The Millionaire Next Door (que no Brasil foi lançado como O milionário mora ao lado), falam sobre isso em sua obra.

Segundo eles, a riqueza é medida de acordo com aquilo que você poupa – e não com o quanto você ganha ou gasta.

Para chegar a essa conclusão e apontar os fatores que são realmente importantes para os milionários, os autores conversaram com pessoas que já têm mais de um milhão no bolso.

A partir dessas entrevistas e com o apoio de diversas pesquisas, Sanley e Danko descobriram quais são os 7 segredos que orientam as ações dessas pessoas para construir riqueza:

  1. Eles vivem muito abaixo de seus meios;
  2. Alocam seu tempo, sua energia e seu dinheiro eficientemente, com o objetivo de construir riqueza;
  3. Acreditam que a independência financeira é mais importante do que exibir um alto status social;
  4. Seus pais não lhes deram ajuda financeira;
  5. Seus filhos adultos são economicamente autossuficientes;
  6. Eles são muito competentes para identificar as oportunidades de mercado;
  7. Escolheram a ocupação certa.

A seguir, proponho uma reflexão sobre cada um desses tópicos. Entendê-los é fundamental para que você também possa usá-los a seu favor e, consequentemente, tenha sua jornada rumo ao primeiro milhão (e depois ao segundo, terceiro, quarto e assim por diante) facilitada.

Vamos lá?

1. Eles vivem muito abaixo de seus meios

os ricos vivem abaixo de seus meiosTodo mundo tem aquele amigo que apesar de estar quase sempre com a conta no vermelho, está sempre com roupas novas, tem o celular da moda, parcela uma viagem de cinco dias em dez vezes e ainda questiona o fato de você dirigir uma “carroça” que, segundo ele, parece ter a idade de seu pai.

Mas esse amigo jamais será milionário. Milionários fazem justamente o contrário: vivem com menos do que poderiam.

É importante que fique claro, porém, que isso não significa que os ricos sejam avarentos. Eles apenas sabem que não é porque se tem, que é preciso gastar. Por isso, acabam vivendo em um patamar abaixo do que o que realmente poderiam. E isso, no médio e no longo prazo, só traz benefícios na construção da sua riqueza.

2. Alocam seu tempo, sua energia e seu dinheiro eficientemente, com o objetivo de construir riqueza

Alocam seu tempo, sua energia e seu dinheiro eficientemente, com o objetivo de construir riqueza

Sabe a meta que você precisa atingir no trabalho e que tem uma rota delineada para garantir que seja alcançada? Então, os milionários fazem o mesmo no que diz respeito ao dinheiro.

Eles definem quanto querem ter até, por exemplo, 2020, e traçam o caminho que precisam percorrer para chegar até lá.

Os autores de O milionário mora ao lado revelam que a maioria das pessoas entrevistadas para suas pesquisas trabalha entre 45 e 55 horas semanais e só um quinto já “pendurou as chuteiras”.

“Eles dedicam mais tempo planejando e gerenciando seus investimentos”, indicam os autores.

Outro apontamento interessante do livro é que os milionários gastam em média 8,4 horas mensais planejando e analisando as finanças para construir riqueza.

É aquela velha história: sorte = oportunidade + preparação. Definitivamente, nada acontece por acaso.

3. Acreditam que a independência financeira é mais importante do que exibir um alto status social

independência financeira é mais importante do que exibir um alto status socialAo contrário do que muitos pensam, os verdadeiros milionários não esbanjam carrões do ano, mansões e outros bens que lhe tragam somente status social.

Na verdade, segundo as pesquisas descritas no livro O milionário mora ao lado, os detentores de fortunas moram em bairros em que a vizinhança costuma ganhar 6 vezes menos do que eles, o que lhes ajuda a economizar ainda mais e a ter um maior controle sobre seu dinheiro (bom lembrar que o livro se refere à realidade dos EUA, mas ainda assim os argumentos são válidos).

Além disso, eles não dependem da família – a maioria não é herdeira de grandes heranças e não são reféns do crédito. Essas pessoas são totalmente independentes e livres de meros status sociais que nada acrescentam às suas vidas.

4. Seus pais não lhes deram ajuda financeira

Seus pais não lhes deram ajuda financeiraAs pesquisas feitas por Sanley e Danko apontaram ainda que andar com as próprias pernas faz a diferença na caminhada pela conta bancária recheada.

Segundo eles, as pessoas que recebem ajuda dos pais investem menos e ficam mais dependentes economicamente do que aqueles que não recebem nenhum tipo de ajuda. Assim, estão no segundo grupo os grandes milionários que souberam construir sua própria riqueza.

5. Seus filhos adultos são economicamente auto suficientes

Seus filhos adultos são economicamente auto suficientes

Da mesma forma, os milionários também se preocupam com a maneira como os filhos vão se comportar financeiramente na vida adulta.

Por isso, ensinam desde cedo conceitos de educação financeira, acreditando que isso os fará independentes financeiramente e muito mais ativos no mundo dos negócios.

Dessa forma, em vez de presentear seus herdeiros com bens materiais, os ricos oferecem escola e faculdade de qualidade, valorizando a educação e a produtividade desde cedo.

6. Eles são muito competentes para identificar as oportunidades de mercado

identificar as oportunidades de mercadoO 6º segredo apontado pelos autores de O milionário mora ao lado é, na verdade, o resultado da soma de todos os outros fatores.

Afinal, a habilidade de escolher os melhores investimentos e tomar as melhores decisões vem do planejamento cauteloso, da visão de longo prazo, da preocupação em passar adiante os melhores ensinamentos relacionados ao dinheiro e assim por diante.

Dá para dizer que mais do que um segredo, essa é a recompensa que eles recebem por seguir a receita apresentada até aqui.

7. Escolheram a ocupação certa

Escolheram a ocupação certa

Não existe uma profissão que sempre dê muito dinheiro e outra que nunca ofereça este resultado. O saldo financeiro dos profissionais de cada área depende muito mais do que cada indivíduo faz.

No entanto, é inevitável destacar que as pesquisas realizadas por Sanley e Danko apontaram que aproximadamente 2/3 dos milionários que ainda estão trabalhando são donos do próprio negócio. Do restante, a maioria é profissional liberal.

As pesquisas feitas para o livro revelam ainda que os autônomos têm 4 vezes mais chances de virem a ser milionários do que os que trabalham para outras pessoas ou empresas.

Além disso, os afortunados costumam ser bastante instruídos. Somente um em cada cinco não se formou no ensino superior.

Você também pode ser um milionário!

Por fim, destaca-se o fato de que dois terços dos milionários que participaram da pesquisa feita pelos autores do livro sabem exatamente quanto gastam com cada despesa, desde o cafezinho até grandes despesas.

Com base em tudo isso, pergunto: você concorda comigo que seguir todos esses segredos não é a tarefa mais difícil do mundo?

É claro que não basta apenas misturar esses ingredientes para garantir uma conta polpuda. Uma dose de sorte, uma economia nacional forte e investimentos inteligentes (e baseados no value investing, de que tanto falo aqui no blog) ajudam a garantir o resultado esperado no médio e no longo prazo.

É isso que você quer? Então, mãos à obra! O caminho é longo, mas a satisfação é garantida!

E caso você queira conhecer hoje um caminho prático para criação de riqueza seguindo os princípios aprendidos neste artigo, tenho um convite para você.

Convido você a assistir minha aula online e gratuita onde ensino “Como Ganhar até R$ 5 mil por mês com dividendos”.

Mas calma, muita calma…. eu sei que essa promessa parece boa demais para ser verdade e eu nem quero você acredite nisso nesse momento.

Apenas faça sua inscrição, assista e depois me diga se o que você aprendeu faz sentido ou não. Combinado?

Clique aqui para se inscrever na aula: “Como Ganhar de R$ 1 mil a R$ 5 mil por Mês Com Dividendos”

Boa jornada e bons investimentos!

Crédito das imagens: www.shutterstock.com

André Fogaça

André Fogaça é empreendedor digital, investidor e co-fundador do GuiaInvest. É formado em Administração de Empresas pela UFRGS e pós-graduado em Economia e Finanças pela mesma instituição. Possui credencial de administrador de carteiras e consultor de valores mobiliários pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).