GuiaInvest

Quais são os 3 melhores indicadores para analisar uma ação?

Olá amigos investidores,

Hoje você irá descobrir um jeito simples de descobrir boas ações de forma rápida.

No e-mail de hoje você terá acesso a um passo a passo que eu utilizo antes de tomar a decisão de compra.

Acredito que isso possa ajudar você a montar uma carteira matadora.

Vamos lá…

A forma mais confiável de se analisar o potencial de uma ação é efetuando a análise fundamentalista em cima dos demonstrativos financeiros da empresa.

Essa análise é conhecida como análise fundamentalista e é utilizada pelos maiores investidores do mundo.

Como nos últimos dias recebi diversos e-mails questionando sobre quais os melhores indicadores para analisar uma ação, resolvi compartilhar este conhecimento por aqui .

Entendo que o ser humano possui uma necessidade psicológica de enumerar “os melhores de todos para tudo”, também sou assim.

Costumo chamar essa condição psicológica de “viés top 3”…rsrs

Sempre compreendi que essa condição levaria naturalmente a um equívoco nas escolhas de ações.
Contudo, se por um motivo desconhecido eu fosse absorvido pelo “viés top 3” e tivesse que escolher os 3 melhores indicadores, minhas escolhas seriam:

1 – P/L (Preço/Lucro)

Ele é um dos mais amplamente conhecidos e utilizados no mercado de ações.

O P/L nada mais é do que o preço atual da ação, dividido pelo lucro por ação. Em outras palavras, ele mostra quanto que os investidores estão dispostos a pagar por cada R$ 1 de lucro que a empresa tiver.

De modo simples, quanto menor o P/L de uma empresa, mais atrativas estão as suas ações. E, por outro lado, quanto maior o P/L, mais cara estão as ações da empresa.

Mas nem tudo são flores!

Embora o preço lucro seja muito eficiente para comparar empresas do mesmo setor (ex: Itaú e Bradesco), ele não funciona bem para comparar empresas de setores diferentes. Isso porque ele não considera o potencial de crescimento nos lucros da empresa no futuro.

2 – Dívida Bruta / Patrimônio Líquido

Na dívida total, são considerados todos os empréstimos que a empresa obteve e que ainda devem ser pagos. Estes empréstimos pagam juros e podem ser obtidos com bancos, emissões de debêntures e outros financiamentos.

Já o valor do capital social é quanto que a empresa possui de valor aportado por seus acionistas, por meio da emissão de ações. Este dinheiro não precisa ser pago, já que representa uma compra de participação na propriedade da empresa.

Embora o nível de endividamento varie bastante entre diferentes setores, vale tomar cuidado com empresas que possuam altos níveis de endividamento, especialmente se o setor está passando por momentos ruins. Este é o primeiro sinal de que a empresa pode ter se endividado mais do que deveria.

Não é válido para comparar empresas de diferentes setores. Enquanto que alguns setores são muito dependentes de financiamentos (ex: construtoras), outros praticamente não precisam (ex: elétricas).

3- ROE (return on equity ou retorno sobre patrimônio líquido)

Este indicador mostra a porcentagem de retorno que a empresa está dando sobre o dinheiro de seus acionistas.

Ele é muito útil para medir a lucratividade de diferentes companhia no mesmo setor.

Em outras palavras, ele mostra quanto que a companhia gerou para cada Real investido por seus acionistas.

É comum encontrar um ROE alto para companhias em crescimento, enquanto que companhias mais estáveis possuam um ROE menor. No entanto, o ROE é uma indicação clara de como a empresa está remunerando seus acionistas. Não é raro ver ações com um ROE bem abaixo da taxa de juros de um título público, por exemplo.

Mas muita ATENÇÃO, você não deve olhar somente para estes indicadores.

A chance de errar na escolha de ações baseando-se apenas nestes 3 indicadores existe e não é pequena.

Por isso uma sugestão… utilize nossos indicadores próprios (GI SCORE e GI LINE), eles consolidam mais de 12 indicadores para avaliar se a empresa possui bons fundamentos.

E isso leva o tempo de um clique.

Usando esta ferramenta a sorte joga a seu favor!

Comece selecionando as melhores e mais baratas ações da Bolsa de Valores!

Eduardo Voglino

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]