GuiaInvest

Se daqui a um ano eu te der 1.000 reais, quanto você me dá hoje?

900 reais, 800 reais, 700 reais?

Caro leitor,

Hoje você vai ver como o Tesouro Direto pode esconder a lógica do mercado de ações.

Vamos fazer um jogo aqui…

Se daqui a exatamente um ano eu prometesse dar 1.000 reais na sua mão, quanto você aceitaria me dar hoje?

900 reais?

800 reais?

700 reais?

Pense comigo, quanto menor for o valor que você estiver disposto a me dar hoje para ganhar 1.000 daqui a um ano, maior o seu lucro pretendido.

A matemática básica mostra isso:

1.000/900= 11,11 por cento.

1.000/800= 25,00 por cento.

1.000/700= 42,85 por cento.

O mercado de títulos públicos prefixados funciona exatamente assim.

Veja que, na tabela abaixo, o Preço Unitário do título é exatamente o quanto você precisa emprestar ao Tesouro hoje, para resgatar 1.000 reais na data de vencimento indicada.

Vamos pegar o exemplo do Tesouro Prefixado 2025.

Se você emprestar 693,53 reais para o Tesouro hoje, ele vai pagar 1.000 reais para você no dia 01/01/2025. Isso equivale a uma Taxa de Rendimento anual de 7,13 por cento.

Isso confirma a nossa lógica anterior de que o Preço Unitário do título é inversamente proporcional a Taxa de Rendimento: quanto menos você pagar para receber 1.000 reais de volta, maior o seu lucro.

Ou seja, se você ver o Preço Unitário de um título caindo caindo, a sua Taxa de Rendimento vai ser cada vez maior. Uma grande oportunidade de compra.

Isso esconde a lógica por trás do mercado de ações.

O preço de uma ação muda todos os dias por motivos razoáveis e, na maioria das vezes, não razoáveis.

O valor de uma ação NÃO muda todos os dias.

Por isso, ver o preço de uma ação cair é a melhor coisa que pode ocorrer para o investidor.

Caiu, compra.

Preço caiu, o seu lucro potencial subiu.

Se você espera que o Ibovespa encerre o ano de 2019 ali pelos 115 mil pontos, é melhor comprar com o Ibovespa a 100 mil com várias notícias tensas, do que comprar a 110 mil com notícias positivas.

Você não esperava que poderia comprar barato em um céu de brigadeiro, certo?

Um abraço e até semana que vem.

Martin Kirsten

Economista do GI. Mestre e Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Investidor desde 2013, já trabalhou no mercado financeiro e assina a newsletter Recado do Economista aqui no GI. É um amante de café e de uma boa culinária.

[Palestra Online e Gratuita]
[Palestra Online e Gratuita]