Blog do GuiaInvest
10 Erros Terríveis que Investidores Iniciantes Cometem

10 Erros Terríveis que Investidores Iniciantes Cometem

Porque muitos investidores iniciantes abandonam a Bolsa de Valores logo nas primeiras tentativas de conquistar o mercado? Vai ver que eles estão cometendo erros terríveis por pura falta de conhecimento. Será que você não está caindo em armadilhas como estas?

Porque muitos investidores iniciantes abandonam a Bolsa de Valores logo nas primeiras tentativas de conquistar o mercado? Vai ver que eles estão cometendo erros terríveis por pura falta de conhecimento. Será que você não está caindo em armadilhas como estas?

É do jogo. Toda atividade nova em nossas vidas vem acompanhada por muito mistério, dificuldades e falta de conhecimento.

E quando falamos em investir na bolsa de valores, noto que muitos erros se repetem entre os investidores iniciantes.

Foi por isso que decidi fazer um apanhado do que mais me preocupa quando converso com quem está iniciando uma carreira como investidor.

Espero que as dicas que trago hoje sirvam para que você não seja mais um a cometer equívocos que podem destruir seu patrimônio.

Vamos lá?

Os 10 Erros Terríveis dos Investidores Iniciantes

Abaixo listei os principais equívocos dos investidores iniciantes. Veja se você não está cometendo algum (ou muitos) deles:

1 – Confundir investimento com aposta

Confundir investimento com aposta

São incontáveis as histórias de investidores iniciantes que amargaram resultados trágicos na bolsa de valores porque acreditaram que poderiam enriquecer do dia para a noite.

Muitos erraram também, porque confiaram num palpite infalível ou por terem comprado uma ação simplesmente porque ela estava passando por um período de alta ou coisa assim.

Investir em ações significa estudar muito, contar com as ferramentas certas, analisar cenários, ser emocionalmente forte e estar preparado para fazer uma compra para vários anos.

→ Está começando a se interessar pela bolsa? Leia Como Começar a Investir em Ações?

2 – Não pesquisar sobre o que está interessado em comprar

Não pesquisar sobre o que está interessado em comprar

Muitos dos maiores investidores de todos os tempos nunca esconderam de ninguém que todas as suas compras de ações eram precedidas por uma análise profunda dos relatórios trimestrais e anuais que as empresas disponibilizam ao mercado.

Isso continua (e sempre continuará) importante. A boa nova é que hoje existem ferramentas como o GuiaInvest Pro, que ajudam você nessa lição de casa.

→ Para se aprofundar no assunto, recomendo que leia o artigo: 6 Passos para Criar seu Próprio Método para Investir em Ações

3 – Investir sem considerar um horizonte de tempo

Investir sem considerar um horizonte de tempo

Por acreditarem em falsos gurus que tentam vender a ideia de que a bolsa de valores é um lugar mágico para enriquecimento rápido, os investidores iniciantes desavisados acabam, por exemplo, comprometendo na bolsa de valores um dinheiro que está reservado para a realização de um grande objetivo, como a compra de um imóvel no prazo de um ano.

Jamais aloque em ações um dinheiro que pretende usar num prazo de menos de três anos, no mínimo. Jamais!

A bolsa de valores é uma ferramenta de construção de riqueza no longo prazo.

→ Sobre investimentos a longo prazo, leia: Ensinamentos de Seth Klarman Para Você Investir Com Sucesso no Longo Prazo

4 – Esquecer que os riscos existem

Esquecer que os riscos existem

Você pode minimizar drasticamente os riscos de investir em ações se fizer sua lição de casa – em muito, isso tem a ver com evitar todos os erros descritos aqui -, mas a bolsa sempre foi e sempre será caracterizada pela volatilidade.

Quedas não esperadas podem ocorrer, uma previsão positiva pode não se concretizar, enfim, o inesperado pode (e vai) acontecer.

É por isso que estar bem preparado e fazer sua lição de casa é fundamental, principalmente se você faz parte do grupo de investidores iniciantes.

→ Não deixe de ler: 7 Conselhos que Eu Queria ter Escutado Quando Comecei a Investir na Bolsa de Valores

5 – Não conhecer a si mesmo e a sua capacidade de tolerar riscos

Conheça a si mesmo e a sua capacidade de tolerar riscos

Já vi muitos investidores iniciantes fugirem correndo da bolsa porque não tiveram estômago para tolerar o sobe e desce. Mas a verdade é que, em muitos desses casos, o grande problema é a falta de um preparo prévio.

Quer um exemplo? Imagine que você não tenha nenhuma habilidade futebolística e aceite participar de um desafio de dribles contra Lionel Messi valendo um milhão de reais.

Seguramente você não aceitaria essa oferta maluca e catastrófica. Exageros à parte, é exatamente isso que muitas pessoas fazem ao começar a investir sem o devido preparo prévio.

→ Simplifique seus investimentos: 16 Regras Simples para Investir com Sucesso

6 – Colocar todos os ovos na mesma cesta

Colocar todos os ovos na mesma cesta

Para ter um melhor equilíbrio entre perdas e ganhos, a diversificação é fundamental.

Ao não concentrar todos os seus recursos em um só investimento você evita ficar refém da volatilidade de um ativo e distribui melhor o risco em seu portfólio.

Um investidor inteligente começa devagar, correndo poucos riscos, e distribui bem os seus recursos entre diferentes modalidades de renda fixa e variável.

→ Para saber mais sobre diversificação, leia o “ERRO 2” deste artigo.

7 – Comprar uma ação porque ela parece barata

Comprar uma ação porque ela parece barata

Investir com sabedoria tem a ver com ser um garimpeiro de valor.

Isso pode soar muito básico para você, mas é um alerta importante – principalmente para quem está começando.

Não é porque uma ação custa poucos centavos que ela é atrativa. Da mesma forma, não é porque uma ação custa muitos reais que ela é cara. É tudo uma questão de valor, perspectivas de futuro e de se ter um método.

→ Leia sobre a filosofia do maior investidor de todos os tempos: Comprando ações como Warren Buffett

8 – Esquecer-se de que é preciso pagar impostos

Esquecer-se de que é preciso pagar impostos

Antes de se animar com o lucro gerado por uma operação, lembre-se de que toda operação superior a R$ 20 mil  (movimentações mensais abaixo disso são livre de I.R.) conta com um imposto de renda de 15% sobre o valor do lucro líquido.

Novamente, o conhecimento é importantíssimo para evitar surpresas desagradáveis ao investir.

9 – Comprar e vender em excesso

Comprar e vender em excesso

Acredite, os incentivos e tentações serão inúmeros para que você tenha uma conta bem movimentada em sua corretora, mas você se sairá bem melhor se evitar comprar e vender loucamente.

→ Aproveite para ler este artigo com dicas sobre como escolher uma boa corretora para investir em ações.

10 – Não acreditar que pode investir bem por conta própria

Não acreditar que pode investir bem por conta própria

Todos os investidores têm acesso às mesmas informações.

A diferença entre quem tem sucesso e quem fracassa na bolsa tem muito a ver com a sua postura, com a forma como buscam se desenvolver, com as ferramentas que amparam seus investimentos e como controlam suas emoções.

→ Os fatores psicológicos são fatais para investir, principalmente para os investidores iniciantes. Por isso, não deixe de ler: Decifrando o Mito da Racionalidade: como controlar as emoções ao investir?

Os erros dos investidores iniciantes – e o que fica para você de tudo isso

Os erros dos investidores iniciantes - e o que fica para você de tudo isso

Apenas por saber que esses são os principais erros cometidos pelos investidores iniciantes você já terá criado um filtro para evitá-los.

Sugiro que leia e releia este artigo e imagine os cenários opostos aos que apresentei hoje.

Visualize-se fazendo o contrário do que esses erros trágicos apontam, aprofunde seu conhecimento lendo os artigos complementares que listei aqui e saiba que você não está sozinho no barco.

Conte com o GuiaInvest e bons investimentos!

Aprenda como ganhar de R$1mil a R$5mil por mês com dividendos, mesmo que tenha somente R$100 para começar.

André Fogaça

André Fogaça é empreendedor digital, investidor e co-fundador do GuiaInvest. É formado em Administração de Empresas pela UFRGS e pós-graduado em Economia e Finanças pela mesma instituição. Possui credencial de administrador de carteiras e consultor de valores mobiliários pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Ebook grátis:

O Plano Definitivo para Você Chegar à Liberdade Financeira

Descubra como planejar sua busca pela Liberdade Financeira começando do zero!

Baixar agora